terça-feira, 23 de setembro de 2008

Catedral

O deserto
Que atravessei
Ninguem me viu passar
Estranha e só
Nem pude ver
Que o céu é maior
Tentei dizer
Mas vi você
Tão longe de chegar...
Mais perto de algum lugar.
É deserto
Onde eu te encontrei
Você me viu passar
Correndo e só,
Nem pude ver
Que o tempo é maior
Olhei pra mim... Me vi assim
Tão perto de chegar
Onde você não está.

No silêncio uma Catedral
Um tempo em mim
Onde eu possa ser imortal,
Mas vai existir,
Eu sei vai ter que existir,
Vai resistir nosso lugar
Solidão...
Quem pode evitar?
Te encontro enfim
Meu coração é secular
Sonha e desagua dentro de mim...
Amanhã devagar, Me diz como voltar..

Se eu disser
Que foi por amor

Não vou mentir pra mim...
Se eu disser deixa pra depois
Não foi sempre assim...
Tentei dizer... Mas vi você...
Tão longe de chegar,
Mas perto de algum lugar.

********************************************************

Nossa...
Obrigada pelos elogios!
Fiquei até sem graça, mas confesso que adorei (quem não gosta de ser elogiada e ouvir que é bonita???)!

Bem...

Desde o mês passado estava querendo cortar os cabelos, mas faltava coragem. Não sou muito ligada a bens materiais, mas cabelo não é um bem material, é um bem meu. E sem falar que durmo e acordo com ele (claro, bestalhona!), e sinto falta de passar as mãos e sentir os cabelos, sem falar que adoro que mexam neles e com eles curtos parece que as pessoas não vêm graça em mexer...

Bom, mas tomei coragem. Falei com minha tia (só confio nela quando resolvo fazer mudanças radiais), ela disse que poderia ir lá na escola que ela ensina (ela é professora de uma profissionalizante de cabeleireiros, manicures...) na segunda-feira (ontem), então fui para frente do pc e comece a procurar cortes, salvei 16, reduzi para 10 e juto com mainha reduzimos para 5 e levei os cortes para minha tia ver.
Terminei fazendo o bom e velho corte ‘CAMADAS’, porém, a 1ª camada ficou na altura do nariz e a última no ombro (há 13 anos não corto o cabelo acima do ombro, no máximo 3 dedos abaixo), tirei o ‘V’ e ficou em ‘U’ (estava em ‘V’ há 13 anos). No fim das contas ela tirou aproximadamente dois palmos (meu cabelo estava quase na cintura).

Achei que ficou legal.
Seguem algumas fotos pra vocês conferirem (tem mais no Orkut).

2 comentários:

DO disse...

Vc nada tem que agradecer,Cecilia. Ta mesmo sempre linda!!

:)

E esta musica tbem é tudo de bom!

Beijão!!

Sieger disse...

Aiii, ficou lindo o cabelo em camadas!!!
Minha priminha (a Hannah Montana da Terra da Joelma) ela chegou comigo: "Aaai, quero cortar o cabelo igual ao da Gór dos mutantes!"
Eu to tomando coragem para fazer outra tatoo...
Besos