sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Lua Cheia + Praia +

Amigos + Música + Vinho + Espetinho + Salgadinhos e Amendoim = Diversão e Muitas Gargalhadas!!!

Na terça-feira Isolda e Eu encontramos com Guilherme, Leandro, Natalia e Laís e fomos a um bar chamado Curupira que fica ao lado do campus da UFRPE. Para chegar neste bar temos que passar por um caminho estreito: de um lado fica a Casa do Estudante e uma represa da Compesa (Açude da prata, acho) e do outro a Mata Atlântica, o bar é alto na encosta de um morro, quando estamos no terraço de cima temos a impressão que estamos bem perto do céu e quando olhamos para o horizonte só vemos a Mata Atlântica...
É Lindo. Tem uma atmosfera bem mística...
Ficamos bebendo, conversando e claro apreciando a noite que estava clara e iluminada pela lua (crescente) e as estrelas... Uma pensa não termos levado a câmera...

Foi quando eu tive a idéia de na quinta-feira, que seria Lua Cheia, irmos para Olinda, dei a sugestão a Isolda, que claro, topou logo...

E agora, começa a nossa história de Lua Cheia, Praia, Amigos, Música, Vinho, Espetinho, Salgadinhos, Amendoim, Diversão e Muitas Gargalhadas!!!

Por volta das 18:00 Isolda chegou aqui em casa com Danny e Dyego, esperei mainha chegar por causa de Matheus. Deixei Dyego com Matheus no balanço na frente de casa e entrei com as meninas que queriam ir ao banheiro e também comer bolo (painho comprou um bolo com passas), quando estava saindo Matheus vem me perguntar:

- Tia, aquele homem que tá lá fora é teu namorado?

- Não meu amor, é não.

Comecei a rir e quando Isolda perguntou o que era ele não deixou contar, então, Isolda saiu correndo atrás dele, quando chegaram lá fora Dyego falou que tinha dito que era meu namorado e disse para ele me perguntar... Então mainha chegou e saímos...

Fomos para Casa Caiada, um bairro de Olinda, paramos o carro numa rua que fica por trás de um supermercado (escolhemos ficar nessa parte da praia porque bem na esquina tem um posto policial, acho que ficava uns 8M de onde estávamos, então a diversão é garantida e segura. :) e porque há uns 10 dias estivemos lá) e fomos comprar o vinho, o amendoim e o salgadinho, enquanto esperávamos Leandro (que terminou não indo) e Guilherme, quando terminamos de comprar as coisas Gui chegou, então atravessamos a rua e fomos comprar os espetinhos, Isolda, Eu e Danny compramos de camarão, Gui e Dydi (como chamo Dyego) compraram de camarão, frango e umas asinhas (o bom de lá desse espetinho é que o espetinho é R$ 1,00 e beeeem gostoso), saindo do espetinho fomos para a beira mar.

Guilherme colocou o carro virado pra gente e Isolda colocou o cd de ‘Nós Quatro’ (uma banda local que é muito boa, eles têm um repertório bem eclético), abrimos o vinho e a palhaçada já começou dái, pois não tínhamos saca rolhas, visto que, a idéia inicial era tomarmos ICE e cerveja (os meninos), tivemos que abrir com uma tesoura, ou seja, rolha pra dentro do vinho (hunf), brindamos e começamos a comer os espetinhos...

Tinha dois cachorros vira-latas lá e Dy começou a falar com os cachorros e colocar o braço para eles cheirarem, então, a primeira garrafa de vinho acabou e pedi para Dyego abrir a outra e quando ele estava abrindo um dos cachorros deu um latido.

- Oxe, peraí rapaz, estou abrindo o vinho. (Dyego falou)

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

- Olha só pra isso, reclamando pela demora. Vê se pode??? (Dyego falou)

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Que figura, viu!?!?!?!

O pior de tudo é que ele começou a dar ossinhos das asinhas para os cachorros e eles não saiam de perto da gente...


Conversa vai, conversa vem, risada vai, risada vem...

Resolvemos colocar forró para tocar, e claro, dançamos. Então, imaginem a cena: um carro parado com som tocando, cinco pessoas, rindo, conversando e dançando na beira mar de Olinda, às 21:00 de uma quinta-feira. As pessoas passavam de carro, ou a pé e ficavam olhando e comentando umas com as outras, e a gente, bem... Nem parecia que estávamos no meio da rua, só pensávamos em nos divertir e era o que estávamos fazendo, até que Dy se deu conta desses fatos que acabei de relatar e disse que nunca tinha feito isso: Dançar forró na beira mar à noite em plena quinta-feira.

- Ah, você não viu nada, passa a sair comigo e Isolda que você vai fazer um monte de coisa que não fez ainda... Né, amiga?? (falei sorrindo)
E ela concordou...

Engraçado foi na hora que Isolda e Danny foram ao mercado e compraram uma coca de 2L. Ops... Cadê os copos? Jogamos fora, mas elas trouxeram canudos, então, imaginem a cena:
Nós cinco tomando coca cola de 2L no canudo... Gente foi hilário... Isso eu nunca tinha feito... (tiramos foto, mas foi como celular, assim que Dyego me mandar eu coloco aqui.)
Voltamos pra cãs por volta das 22:30.

Foi Óóóóótimo!!!!!
A imagens do post de hoje foram tirada da varanda de um dos prédios da beira mar de Casa Caiada, cerca de uns 200M de onde estávamos.

6 comentários:

india disse...

olá venho pelo AO te visitar. que linda és tu!!!!!

Sieger disse...

Ai, que delíciaaaa
Eu S2 praia e lua cheia!

Eurico disse...

Abraçamigo, moça. VC manda e desmanda lá, pq meu compadre tem um coração do tamanho do mundo.
Pode chegar!

ALF disse...

Gente, pura diversão mesmo.
Que coisa Boa Cecília. Isso não tem preço...

;)

Grande beijo

DO disse...

Ta,eu confesso: fiquei sonhando por aqui,rsss

Otima semana a vc,cecilia!!

Beijo

Lino disse...

Olinda é um belo lugar, assim como Recife, principalmente a sua parte antiga.