terça-feira, 30 de março de 2010

ღ ♥ ♥ ღ

Imagem aqui

Acho que estou me apaixonando.

É engraçado me sentir assim, engraçado não, confuso.

Lembro que só senti algo parecido com isso, assim pra valer, duas vezes: a primeira foi mais marcante que a segunda e diz muito do que sou hoje, foi a descoberta de tudo, tudo era novidade, marcou o fim da adolescência e o início da fase adulta (durou cinco anos), um divisores de águas; a segunda já um pouco mais madura, mas só um pouco, foi vivido intensamente, com muita paixão (durou pouco mais de dois anos); depois não passei muito tempo com ninguém, algo em torno de no máximo três meses, não sentia a insegurança do inicio, o frio na barriga...

Me sinto redescobrindo o prazer de ter alguém ao meu lado, redescobrindo a vontade de amar e ser amada, o prazer da ansiedade da ligação, da voz do outro lado da linha, a ansiedade do final de semana, do abraço, do beijo... Não da pra negar que junto com a ansiedade e o prazer vem também a insegurança, mas hoje percebo que o sentimento é mais maduro, sem imediatismos, com mais calma e tranquilidade, provavelmente porque hoje me sinto mais mulher, mais dona de mim, das minhas vontades, dos meus desejos...

Imagem aqui

É contraditório, porque ao mesmo tempo que me sinto mais mulher, mais madura, me sinto como uma adolescente descobrindo o amor. Sinto um friozinho na barriga só de ouvir a voz dele do outro lado do telefone ou então de pensar que no dia seguinte vamos nos encontrar; tenho vontade de cantar, correr, dançar, gritar, mostrar para o mundo o que sinto.

As vezes me pego sorrindo sozinha (feito uma boba) pensando em seu sorriso, em seus lindos olhos verdes ou olhando o telefone na expectativa de ele ligar e quando ele liga fico toda boba, principalmente quando ele liga pra dizer que está com saudade mesmo fazendo poucos instantes que estivemos juntos. Sinto vontade de estar com ele o tempo todo; se ele se chateia me sinto triste, se ele está feliz, fico radiante, se sente dor, fico preocupada. Mas de toda forma sei que é um sentimento mais maduro.

Com ele sinto a paz, a segurança, a tranquilidade que há muito não sentia. Com ele as horas voam, sem ele os segundos se arrastam...

Imagem aqui
"...
Espero que o tempo passe
Espero que a semana acabe
Pra que eu possa te ver de novo

Espero que o tempo voe
...
Pra que eu possa te abraçar
E te beijar
De novo
..."

Imagem aqui

“...
Eu gosto de tudo, tudo o que traz você aqui
Eu gosto do nada, nada que te leve para longe
Eu amo a demora sempre que o nosso beijo é longo

Venero a saudade quando ela está pra terminar
Baby com você chegando já”

sábado, 27 de março de 2010

*Gentilezas (e educação)*

Alguém sabe quanto custa um gesto de gentileza (e educação)?
Eu achava quem para quem dava nada custava e para quem recebia poderia até significar algo, mas ontem descobri que quem dá pode ficar rico.
Precisei ir ao banco (argh, detesto ir a banco) resolver algumas coisas: cheguei, peguei a senha (vi que tinha pouco mais de 20 pessoas na minha frente, mas vi também que os 4 caixas estavam funcionando) e fiquei esperando; pouco tempo depois um rapaz se levantou e fiquei esperando para ver se alguém que estava lá antes de mim iria sentar, como ninguém sentou... Uns cinco minutos depois chegou um senhor e quando eu ia me levantando para perguntar se ele queria sentar ele olhou para trás, então ofereci a poltrona, mas ele não quis, olhou para o painel e a senha que estava na mão e agradeceu, se bem que se ele tivesse resolvido aceitar só daria tempo de sentar de “contar até dez”, tinha poucos idosos no banco contei uns 4 durante o tempo em que fiquei por lá. Depois que ele fez o que tinha de fazer deu a volta e veio falar comigo, disse que sou uma jovem muito educada e que se os jovens fossem educados assim com os mais velhos quando eu chegasse a idade dele o mundo estaria muito melhor e que se eu envelhecesse eu seria uma velha feliz, disse a ele que esperava chegar a idade dele e até mais, quero sim envelhecer, então ele disse que queira que eu anotasse o nome de um livro que serviria para vida e para envelhecer bem, eu não tinha caneta, mas consegui uma com a gerente do banco, anotei o nome e ficamos conversando.
Ele tem 75 anos e é engenheiro civil, disse que não gosta de pedir para as pessoas fazerem as coisas, gosta de ele mesmo fazer, supervisiona as obras diariamente de perto: sobe, faz medições, etc. Disse que se acha mais jovem que os filhos, então rimos porque eu disse a ele que não duvidava de que ele realmente fosse mais jovem que seus filhos, durante a conversa ele falou algumas passagens do livro que me indicou para eu ler, passamos alguns minutos conversando, acho que porque ele percebeu meu interesse em ouvir o que ele tinha a dizer e o meu interesse em anotar o nome do livro. Ele disse que o livro é bem antigo, que foi escrito antes de Cristo, mas continua sendo reeditado porque é atual e a linguagem bem acessível, e eu curiosa que sou assim que saí do banco fui à livraria, mas o livro tinha acabado só que a moça que me atendeu disse que eu poderia encontrá-lo na Imperatriz.
Ah, vocês devem estar curiosos para saber qual é o livro, então: “Saber Envelhecer. Seguido da Amizade” de Cícero. Estou super curiosa para ler esse livro!

Imagem Aqui



Sabe, não fiz isso (me levantar para que ele pudesse sentar) simplesmente por ser educada ou gentil, mas fiz porque sempre penso em meus pais, minha avó e meus tios, porque me preocupo se eles são bem tratados onde chegam e porque quero envelhecer e penso que eu ficaria feliz se um jovem fosse solícito para comigo, vejo tantas reportagens falando de maus tratos a idosos que fico de coração partido. Todo jovem deveria pensar amanhã ele pode ser um velho...




Ótimo restinho de Sábado, um Domingo Maravilhoso e uma Semana Iluminada a Todos!!!
Imagem Aqui

sexta-feira, 19 de março de 2010

***

imagem aqui



Sobre o post anterior:
Na quarta-feira, dia 17-03, a
juíza Clara Maria de Lima Callado, da 4ª Vara da Fazenda Estadual, concedeu, liminar a contra a construção de um complexo com shopping e museus na área da Tamarineira (Hospital Ulysses Pernambucano).
Mais informações aqui
.

terça-feira, 16 de março de 2010

O que é melhor???

Preservar um Patrimônio Público ou construir mais um shopping na cidade?

Manter a área verde ou dizer sim à modernidade?

Construir um museu ou manter três importantíssimos hospitais (CPTRAC – Centro de Prevenção e Tratamento de Alcoolismo; Helena Moura (Unidade Pediátrica) e Ulysses Pernambucano, que trata doentes mentais, que tem cerca de 180 enfermos)?


Imagem da net

Existe um projeto que pretende transformar a área dos hospitais em um complexo com um shopping e dois museus. Museu nunca é demais, mas sinceramente, para que mais um shopping nessa cidade? Em Boa Viagem tem o Shopping Center Recife, em Casa Forte tem o Shopping Plaza Casa Forte (que inclusive é um bairro vizinho à Tamarineira, dá pra ir andando), na divisa entre Recife e Olinda tem o Shopping Tacaruna e em Piedade tem o Shopping Guararapes, além dos Carrefours e Hiper Bompreços da vida, galerias com lojas e lanchonetes...

O pior de tudo é que esse 'carnaval' não é de hoje, em 2007 já houve toda essa polêmica, defensores da área verde, do hospitais, do patrimônio público de um lado e de outro os empresários e de ambos os lados políticos, exatamente como está acontecendo agora...

Uma polêmica que parece não ter fim. Desejo muito que tudo acabe da melhor forma possível, ou seja, que os hospitais continuem funcionando e que o verde seja preservado!



Imagem Aqui


Imagem Aqui



segunda-feira, 15 de março de 2010

Finalmente

Saiu a decisão sobre o concurso do TRE daqui. Foi anulado como esperávamos que fosse, fiquei muito feliz e satisfeita com o resultado, eu e muita gente!!!


TRE-PE anula concurso

O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) decidiu anular o concurso realizado no último dia 17 de janeiro e romper o contrato com a empresa responsável pelo certame. A informação foi antecipada, na manhã desta segunda-feira (15), pelo presidente do TRE-PR, Roberto Ferreira Lins. Não existe previsão para realização de novo concurso. De acordo com Roberto Lins, a empresa responsável - Fundação Conesul de Desenvolvimento (Conesul), do Rio Grande do Sul - vai ser obrigada a devolver as taxas de inscrição cobradas dos candidatos.

Segundo a Assessoria de Comunicação do TRE-PE, os candidatos terão mais informações de como ser ressarcidos no site da instituição.

O concurso foi alvo de mais de 600 reclamações, entre as envia das para o TRE e para o Ministério Público Federal (MPF). Dentre as denúncias, falhas na fiscalização das provas, violação de pacotes de provas e erros de endereço em cartões informativos.

Segundo o presidente do TRE-PE, "o ano eleitoral vai dificultar a realização de mais um concurso". No entanto a instituição tem interesse em realizar novas provas o mais rápido possível. Ainda conforme Roberto Lins, não é possível falar em previsões ou datas, pois a Conesul pode recorrer perante as decisões anunciadas. "Sinto muito por aqueles candidatos que perderam horas, noites a fio estudando", reitera Roberto.

Matéria na íntegra no JC Online

sexta-feira, 12 de março de 2010

...

Fico impressionada como as coisas aqui no Brasil funcionam bem, como a lei é respeitada e principalmente como os clientes são respeitados.

Precisei ir ao banco hoje para fazer um pagamento que tinha que ser feito diretamente no caixa, cheguei ao banco às 15:59, pelo menos este é o horário da senha que peguei e o comprovante de pagamento está marcando 16:50. Pois é, passei 51min esperando para ser atendida, e isso é porque existe uma lei que determina que o tempo de espera deve ser de 15min, imagine se não existisse lei nenhuma?!?!


Mas acho que isso acontece porque as pessoas não reclamam, não denunciam e principalmente porque não há fiscalização. Não é a primeira vez que isso acontece, mas é a primeira em que estou me predispondo a ir ao Procon.
Conversando com meu irmão ele disse que nesta semana mesmo ele passou 1h 15min, então eu disse a ele que estou pretendendo ir ao Procon na segunda-feira antes da aula e adivinhem o que ouvi dele:
“Oxe, pra que? Não adianta de nada, só vai perder tempo!”
É por isso que as coisas no Brasil estão do jeito que estão, a maioria das pessoas é muito passiva, aceita tudo com muita facilidade, cruza os braços e não faz nada para mudar, para melhorar esse tipo de situação.
Não consigo ser assim, não consigo entender como as pessoas aceitam tão facilmente as coisas e não se esforçam para melhorar, será que não percebem que a prestação de serviço melhorando só temos a ganhar?
Esqueci de pedir ao rapaz do caixa para me dar um comprovante com os horários que cheguei e que fui atendida, mas acredito que levando a senha e o comprovante de pagamento eu consiga fazer a 'denúncia', ou melhor falando: a reclamação.



Imagem Aqui

sexta-feira, 5 de março de 2010

Revolta

Disque 100 – Crianças desaparecidas, Direitos Humanos. Denúncia de desaparecimento, violência e abuso contra criança.

Disque 181 – Denúncia sobre crimes e qualquer problema de segurança.

Disque 190 – Polícia Civil. Denúncias de crimes e risco á comunidade.


Alguém já precisou ligar para um desses números?

Conseguiu atendimento adequado? O número funcionou (Ou seja, não deu ocupado, ou ficou apenas chamando até a ligação cair)?

Eu já precisei ligar, ainda bem que apenas uma vez, pois as pessoas que atendem as ligações não recebem um treinamento adequado; na época eu trabalhava em um hotel em Piedade e houve uma tentativa de assalto, alguns tiros foram disparados e tentaram entrar no hotel pelo portão da praia, porém eu já tinha ligado para o 190 e estava ao telefone falando com uma atendente, falei sobre a tentativa de assalto na rua e os tiros e a atendente ficou me perguntando sobre como eram os suspeitos, como estavam vestidos e eu falava que não sabia, que estava na recepção do hotel, que não tinha como ver e ela parecia não se dar por vencida, dizia que eu tinha que dar algum tipo de informação e eu do outro lado pedindo o tempo todo para que mandasse uma viatura e que os detalhes que ela estava querendo saber seriam dados pelas pessoas que tinha presenciado a tentativa de assalto, sem falar que essa não tinha sido a primeira ligação, pois eu já tinha tentado outras duas vezes e tinha entrado uma gravação dizendo que os atendentes estavam ocupados.

No começo desse mês li no jornal que um comerciante (dono de um depósito de bebidas)foi assassinado mesmo depois de ter pedido ajuda pelo 190. O caso foi um pouco parecido com o meu, que dizer, parecido no que diz respeito a insistência da atendente ficar pedindo detalhes sobre os suspeitos, pois no meu caso foi enviada uma viatura, também do jeito que falei com a mulher não restou muita opção a ela a não ser mandar uma viatura, mas no caso do comerciante ele foi morto e o pedido de ajuda nunca chegou a nenhum policial pois ele terminou desligando o telefone diante da insistência da atendente em saber como eram eram os suspeitos e em insistir que era necessário aquele tipo de informação, mesmo ele dizendo que os dois homens estavam desde cedo observando seu depósito de bebidas e ele tinha bastante dinheiro em caixa pois era época de festa de ele tinha feito muitas vendas, terminou que ele terminou sendo achado morto e o dinheiro das vendas roubado...

Não entendo como é que pode ser mais importante saber como os bandidos estão vestidos ou suas características físicas do que deslocar uma viatura para prestar o socorro necessário.

Se vocês tivessem noção do quão mal preparados são esses atendentes dos dique 'socorro' da vida... Como esses serviços são deficitários (isso existe ou é deficientes que se fala?), como o atendimento é péssimo e os atendentes mal preparados e às vezes até sarcásticos e sínicos, lembro que perguntei se eu me arriscaria em passar trote pra polícia do meu trabalho, além de correr o risco de perder o emprego ainda podia ser presa, então ela disse que mandaria a viatura, mas que pouco poderia ser feito já que eu não tinha dado nenhuma informação que ela me pediu...


Mês passado, salvo engano, meu irmão levou uma multa por falar ao celular dirigindo porque ele estava tentando fazer uma denúncia de prostituição infantil e estava indo atrás do carro que tinha pego duas meninas que faziam programa na rua, essa semana, no começo da semana ele falou que tinha visto mais uma vez um carro parar perto de duas meninas e eu perguntei se ele tinha denunciado e ele disse que não porque já tinha levado uma multa por isso, fiz uma cara de total reprovação e dois dias depois ele chegou em casa contando que mais uma vez tinha ido atrás de um carro que estava pegando meninas na rua, mas que o motorista do carro tinha percebido que ele tava observando e que não tinha conseguido fala com ninguém, ou seja, ele ligou e não foi atendido...




Putz, pra que servem esses disque qualquer coisa???

Táááá, tudo bem, sei que já ajudou e ajuda muita gente, sei que têm crédito por ter salvo a vida de muitas pessoas, mas e esses casos que conheço, imagino que devem existir outros casos também, casos que não foram divulgados, quantas pessoas será que ficaram sem socorro por causa do mau atendimento, da falta de preparo?...

Sabem de uma coisa? Ando tão cansada disso tudo, da falsa segurança, destas campanhas que incentivam os cidadãos a fazerem as denúncias e que condenam a prostituição infantil, do mau atendimento, da falta de preparo, do dinheiro público sendo gasto à toa, seja com as campanhas, seja com treinamentos mal feitos...

De que adianta incentivar a denúncia, condenar a prostituição infantil se não existe uma política eficiente que dê a essas famílias condições de viverem, se não existe interesse em dar condições reais de vida a essas famílias, se a única coisa que sabem fazer é dar dinheiro (bolsa isso, bolsa aquilo) em troca de voto, porque essas bolsas nada mais são do que uma fábrica de fazer desocupados, muito melhor que essas bolsas seria dar emprego e estudo???

Vou falar a verdade, o que me vai ao coração, a motivação de escrever este post:

A verdade é que minha maior revolta, minha maior indignação não é pelo mau atendimento e pela falta de preparo dos atendentes, é por causa das meninas, da prostituição infantil, da falta de segurança, de policiamento, da impunidade, da justiça de b*s*a que temos no Brasil. Sinto uma dor enorme ao pensar nas meninas vendendo seus corpinhos pra vagabundos, imbecis e idiotas que fazem qualquer coisa por sexo, inclusive sem se importar se são crianças, sem se importar que estão destruindo sonhos, vidas, fazendo com que percam toda inocência da infância e toda a essência e beleza do que é ser criança e transformando-as em vadiazinhas para o resto de suas vidas, me pergunto se esses homens não têm família, filhas...



Desculpem o vocabulário, sei que vocês não acostumados a ler esse tipo de palavras aqui e nem eu estou acostumada a fala (escrever) e nem gosto, mas estou muito indignada e cansada de todo esse descaso sem fim das autoridades, destes políticos de meia tijela (pra não falar de m*r*a) que governam nossas cidades, estados, nosso país... não posso perguntar se ele não pensam em seus filhos e familiares porque pensam sim, tanto pensam que garantem a segurança deles seja com segurança particular ou pública mesmo: lembro de um post que escrevi em que eu mencionava o número de viaturas da PM e de policiais que estavam fazendo a segurança na frente da casa do Governador do estado; agora perguntem-me sobre o policiamento aqui na rua em que moro, nas transversais e paralelas fazendo a segurança dos cidadãos e trabalhadores; perguntem-me quantos policiais tem na rua em que fica o curso que estudo ou na rua em que fica a escola que Matheus estuda, que por sinal tem mais umas três escolas, na rua onde fica o barzinho que gosto de ir com as meninas; perguntem-me quantos policiais e viaturas eu vejo quando estou indo ao curso... São raras as vezes em que vejo viaturas (seja carros ou motos) aqui por perto, na verdade, vejo apenas passando não vejo parada na esquina, não vejo nenhuma viatura por perto da escola que Matheus estuda ou da escola que passo quando estou indo buscá-lo, a falta de segurança é tanta que a escola que tem aqui ao lado de casa paga segurança particular (são dois e ficam revesando durante o dia, chegam por volta das 7h e ficam até às 19h aproximadamente)...





Fotos tiradas:
Do Portal Gurupi Online
e do TJ-MA