terça-feira, 31 de maio de 2011

31/05 – Dia Mundial Sem Tabaco

Esta data foi criada em 1987, na Assembléia Mundial de Saúde e desde então, a Organização Mundial da Saúde (OMS) articula esta atividade em todo o mundo, definindo um tema a ser abordado a cada ano.
Algumas pessoas sabem e outras não, já fumei e por bastante tempo – 8 anos – comecei aos 15 anos, o ‘engraçado’ é que nunca gostei do cheiro do cigarro, mas gostava de fumar, sentia até um certo prazer principalmente quando fuma cigarros com sabores (menta, canela, chocolate) além de a fumaça ser menos fedida o gosto era menos ruim (pra não dizer bom), mas também era bem mais forte que os cigarros comuns, os primeiros que fumei me deixavam tonta. Como não gostava do cheiro que o cigarro deixava na roupa e no cabelo fuma de acordo com o vento, para que a fumaça fosse para o outro lado (sem falar que meu pai odeia cigarro e sabia que seria uma confusão se ele desconfiasse, então fazia tudo para que ele não percebesse o cheiro em mim) e não fumava perto de pessoas que não fumassem (principalmente porque minha mãe não fumava perto de mim e quando eu chegava perto dela recebia uma reclamação) isso é acima de tudo respeito ao outro.
No começo eu fumava uns 2 cigarros por dia, passava até vários dias sem fumar, mas a quantidade de cigarros foi aumentando e comecei a fumar até em casa e aí precisei usar de alguns artifícios que não me agradavam muito, como fumar no quarto – como moro em casa ficava mais fácil de ‘enrolar’ meu pai: fechava a porta, acendia um incenso (adoro incenso), sentava na janela, ligava o som e ficava olhando o céu, depois chupava uma pastilha. Cheguei a fumar uma carteira de cigarro por dia (20) e quando saia para beber era terrível, aí que fumava bastante.
Mas o mais irônico nisso tudo é que quando eu fumava não namorava rapazes que fumavam (na verdade, ele odiava cigarro e foi um dos motivos que me fez parar) e hoje que não fumo mais namorei com dois rapazes que fumavam e gosto de um fuma... Dá pra acreditar?
Não acredito que fumar seja sinal de fraqueza, mas acredito que parar de fumar seja sim um sinal de força e força de vontade. Posso falar com propriedade que não é nada fácil, mas é acima de tudo uma questão de QUERER e não “querer”. Não adianta falar faz mal, que mata ou qualquer coisa do tipo, tem que ser um desejo íntimo e pessoal; desde o ano passado várias pessoas da minha família pararam de fumar (minha avó, tia Chica, tia Léo, Mainha, meu irmão) por vários motivos e razões diferentes, mas a maioria delas por ter crianças pedindo (e até chorando) para que parassem de fumar.
O cigarro deve matar em 2011 quase 6 milhões de pessoas em todo o mundo – dessas, 600 mil são fumantes passivos. O número representa uma morte a cada seis segundos. Até 2030, a estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que 8 milhões de pessoas podem morrer em consequência do fumo. (fonte)


Tabagismo passivo

Define-se tabagismo passivo como a inalação da fumaça de derivados do tabaco (cigarro, charuto, cigarrilhas, cachimbo e outros produtores de fumaça) por indivíduos não-fumantes, que convivem com fumantes em ambientes fechados. A fumaça dos derivados do tabaco em ambientes fechados é denominada poluição tabagística ambiental (PTA) e, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), torna-se ainda mais grave em ambientes fechados. O tabagismo passivo é a 3ª maior causa de morte evitável no mundo, subseqüente ao tabagismo ativo e ao consumo excessivo de álcool (IARC, 1987; Surgeon General, 1986; Glantz, 1995). 


O ar poluído contém, em média, três vezes mais nicotina, três vezes mais monóxido de carbono, e até cinqüenta vezes mais substâncias cancerígenas do que a fumaça que entra pela boca do fumante depois de passar pelo filtro do cigarro.

A absorção da fumaça do cigarro por aqueles que convivem em ambientes fechados com fumantes causa:
1 - Em adultos não-fumantes:
• Maior risco de doença por causa do tabagismo, proporcionalmente ao tempo de exposição à fumaça;
• Um risco 30% maior de câncer de pulmão e 24% maior de infarto do coração do que os não-fumantes que não se expõem.
2 - Em crianças:
• Maior freqüência de resfriados e infecções do ouvido médio;
• Risco maior de doenças respiratórias como pneumonia, bronquites e exarcebação da asma.
3 - Em bebês:
• Um risco 5 vezes maior de morrerem subitamente sem uma causa aparente (Síndrome da Morte Súbita Infantil);
• Maior risco de doenças pulmonares até 1 ano de idade, proporcionalmente ao número de fumantes em casa.


Um estudo feito pelo Ministério da Saúde mostra que entre 2006 e 2010 a proporção de brasileiros fumantes caiu de 16,2% para 15,1%. Entre os homens, a queda foi maior – o hábito de fumar passou de 20,2% para 17,9%. Entre as mulheres, o índice permaneceu estável em 12,7%. Pessoas com menor escolaridade - até oito anos de estudo - fumam mais (18,6%) que as pessoas mais escolarizadas - 12 anos ou mais (10,2%). (mais)

Imagens da internet




TOPBLOG, estou participando. Vote aqui
  

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Convite

A seta mira o alvo
O foco desfoca
O amor equilibra
A paixão é irracional
O foco centraliza
Meu alvo em você

Estas palavras são um convite para o Suma Irracional!
Uma leitura interessante! Vale a pena conferir!


"Tinha foco, mas
meu foco a desfocava
na retirada da retina as remelas
do calo de seu coice.
Sabia, até, que não entende o que diz
quem não se entende, como eu, mas
sei que entende minha impaciência
com a imbecilidade alheia,
com a condição da total onisciência
de sua existência.
Por isso na fuga, revolto."

Imagens da internet

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Isso tem que acabar

Estava assistindo ao Fantástico e mostrou um cadeirante que entrou com uma ação contra uma empresa de ônibus que os motoristas não paravam para que ele subisse ou paravam fora do ponto de ônibus e não esperavam que chegasse dando partida e indo embora, fazendo com que chegasse atrasado nos compromissos, sem falar da do fato de se estressar e do desgaste emocional, e não deixa de ser humilhante. A empresa se defendeu dizendo que os ônibus só têm lugar pra um cadeirante por vez e por isso os motoristas não paravam porque o lugar já estava ocupado. Sinceramente, na minha opinião seria melhor a empresa ter silenciado, a emenda saiu pior que o soneto. O motorista tinha obrigação de parar e avisar que não tinha como levá-lo e não simplesmente passar como se ali não existisse ninguém, é uma questão de respeito e cidadania, onde fica o respeito pelo cidadão?
Na matéria mostraram que o rapaz perdeu a ação porque não tinha uma testemunha que pudesse confirmar os fatos, mas cabe recurso, espero sinceramente, do fundo do meu coração que alguém se sensibilize e seja testemunha dele. Está mais do que na hora de acabar com essa falta de respeito às pessoas! E não falo só dos cadeirantes, falos dos cegos, idosos, grávidas e às pessoas de uma forma geral, cada dia aumenta o desrespeito e a falta de cidadania, não dá para simplesmente calar diante de tudo isso.



Esta semana, para ser mais exata, quinta-feira dia 20, estava chegando ao curso quando vi um carro manobrando para estacionar e uma rapaz que é cadeirante e estuda lá atrás do carro apressei o passo e ouvi quando ele falou:
- Tira o carro, quero passar e estou atrasado!
Bati no vidro do motorista fiz sinal para ele baixar o vidro.
- Olha só, aqui é subida de cadeirante e tem um atrás do carro tentando subir a calçada para ir assistir aula. (com uma cara de poucos amigos, olhando nos olhos dele) (Detalhe: a rampa é pintada de amarelo ovo.)
- Aaaaaaah... Não tinha percebido, não sabia... (com a maior cara de idiota)
- Pois agora sabe! (com meu melhor sorriso cínico. Cruzei os braços e fiquei plantada esperando que ele tirasse o carro.)
- Quer ajuda pra alguma coisa.
- Se você conseguir fazer com que esse idiota tire o carro!
- É o que estou esperando ele fazer. Disse que não sabia que era subida para cadeirante.
- É piada isso? Ele é cego?
E quando o imbecil tirou o carro entramos no curso conversando.
Ai, vocês não imaginam como tenho raiva dessas coisas. Fico tão revoltada, tão irritada, tão, tão... sei lá!!!




Não é a primeira vez que falo sobre isso, e não será a última porque enquanto eu puder e por todos os dias vou fazer o que for possível para ver essa imoralidade, essa falta de respeito acabar (talvez seja um sonho impossível, talvez não, mas tenho certeza que as coisas vão mudar, vão melhorar e que as pessoas passarão a ser mais respeitadas). Sei muito bem das dificuldades que as pessoas que têm parentes com necessidades especiais na família passam, tenho pessoas assim na minha família (tive um tio com paralisia infantil que não tinha os movimentos das pernas, tenho um primo cadeirante, sobrinho do meu pai (que é lindo e encantador) e uma cunhada da minha tia que tem deficiência mental (que amo), mas independente disso sempre convivi com pessoas com necessidades especiais, cegos, cadeirantes, pessoas com down...)




























































Imagens da internet




Estou participando, vote aqui:
  

sábado, 14 de maio de 2011

.....

Sabe quando tudo está no seu devido lugar, tudo normal, um quase marasmo?
E de repente vem um furacão de sentimentos e emoções e te tira de órbita?
Deixa tonta, sem reação nenhuma, sem saber o que fazer?
Você faz perguntas, mas ainda não existem respostas?
Fica assustada olhando em volta?
E você não tem outra opção a não ser se deixar levar?
Curtir as emoções e sentimentos é só o que se tem a fazer
Viver e aproveitar cada momento
Ser simplesmente feliz a cada instante
Parece ser a coisa mais certa e sensata a fazer
Mas o que há de sensato nisso tudo?
Nada! Mas pouco importa!
Ninguém precisa de sensatez para ser feliz
E a única coisa que importa é ser feliz e aproveitar cada instante!


Imagens da internet

domingo, 8 de maio de 2011

À minha mãe

Mãe

Como definir este ser tão sublime?
Personificação do amor divino
Força e ternura
Garra e sensibilidade
Mulher, amiga, companheira
Como seu senso de justiça não existe igual
Aconselha, ensina, acolhe, ajuda
Quando é preciso dá bronca
Sabe dizer sim
Também sabe a hora do não
Seu carinho conforta
Seu abraço protege
Amor incondicional
Lutadora, vencedora
A delicadeza está em seus atos
A força e a firmeza em suas palavras
Mãezinha querida, obrigada por tudo!
Como você não existe igual
Melhor mãe do mundo
Suas broncas me fizeram crescer
Seus castigos me ensinaram a repensar minhas atitudes
Seu amor, afeto e carinho me fortaleceram
Quando estava triste você enxugou minhas lágrimas
E fez piadas para eu rir
Quando estava feliz riu comigo multiplicando minha alegria
Quando venci vibrou e comemorou comigo  
Quando tropecei me equilibrou
Quando cai me levantou
Sua mão firme e seus passos decididos me guiam pelos caminhos do amor, da justiça
Já não sou mais criança, mas nos teus braços ainda encontro meu porto seguro
Tudo que sou devo a você, ao seu amor, dedicação, força, carinho...
Obrigada Mãezinha, pela presença constante!
Amo-te muito!!!